A Magia em todo lugar!


Restaurante

Compartilhe

Narrador
Administrador

Mensagens : 463

Restaurante

Mensagem por Narrador em 25/9/2015, 02:02

Um local extremamente requintado e bem iluminado, o local ideal para encontrar amigos enquanto se delicia de uma ótima refeição.


Ash Dragunov

Mensagens : 35

Ficha
Verdello: Professor
Habilidade Magica:
822/1400  (822/1400)
Varinha: Cedro, 27 cm, com Pena de Fênix

Re: Restaurante

Mensagem por Ash Dragunov em 25/9/2015, 10:46

Dragunov foi a caminho do restaurante vestindo as mesmas roupas do dia anterior. Só teve o trabalho mesmo de descer de seu quarto médio do hotel, pois não fizera nada o dia todo, embora tenha estado no topo do hotel para observar a cidade. Já imaginava que Marty Bey fosse se atrasar, ou entrar fazendo algo espalhafatoso, era de seu feitio esse tipo de coisa.

"Esse lugar...".

Pnsava Dragunov... Aquele restaurante era a cara de Bey mesmo. Era interessante pensar que Dragunov jamais notara o restaurante do hotel enquanto passava pela recepção.

O bruxo então escolheu uma das mesas mais escondidas e se sentou, esperando por Bey.

Marty Bey

Mensagens : 19
Localização : Verdello

Ficha
Verdello: Professor
Habilidade Magica:
767/1400  (767/1400)
Varinha: Azevinho, 28 cm, Pêlo de Centauro

Re: Restaurante

Mensagem por Marty Bey em 26/9/2015, 13:21

Adentrando ao aposento, vários minutos depois de Ash, Bey cochichou por alguns minutos aos ouvidos do metri, um pedido talvez? O anão já estava com um whisky na mão, será que já se preocupava com a próxima dose? Mas por que demorara tanto?

Sem se preocupar muito foi andando até a mesa de Ash. No caminho, acenava e cumprimentava velhos rostos conhecidos e alguns que ele nem fazia ideia de quem seriam. Acenou para um grupo de jovens que olhavam estranhamente para ele, que parecia não se importar. Lentamente, chegou a mesa do colega.

Juntamente com o Anão, uma bela jarra de vinho chegara à mesa. Bey então se serviu olhando feliz ao companheiro.




- Se falar que está de ressaca de ontem, te faço beber o dobro.

Apesar da voz e feição serias, seu olhar transmitia um Qar de gozação com o amigo e também ex-professor de hogwarts.

- Vamos! Se sirva também para podermos conversar.

Ash Dragunov

Mensagens : 35

Ficha
Verdello: Professor
Habilidade Magica:
822/1400  (822/1400)
Varinha: Cedro, 27 cm, com Pena de Fênix

Re: Restaurante

Mensagem por Ash Dragunov em 30/9/2015, 19:42

Dragunov estava ficando impaciente por conta da demora do velho anão, mas já esperava por isso, afinal, era simplesmente "a cara" de Marty Bey se atrasar para esse tipo de encontro amigável. Entretanto, quando Bey chegou, já puxou para o ex-professor para a bebedeira com uma garrafa de vinho, o que fez Dragunov levar as mãos à cabeça como se estivesse dizendo algo como "ele não muda".

Sem esboçar tanta reação além da mão na cabeça - apesar da expressão cômica e debochada do velho amigo anão -, Dragunov não fez desfeita e encheu uma taça com o vinho e, olhando para a direção oposta a Bay, como se estivesse observando algo, começou a falar.

- E então... - começou enigmaticamente - O que te trás, de fato, à Verdello? - disse de forma clara e direta, antes de, em um movimento rápido, tomar um gole do vinho.

Claro que aquele não seria o principal tópico da conversa, mas Ash gostaria de começar de onde parou no dia anterior. Não era de seu feitio deixar as coisas inacabadas, mesmo que fosse uma conversa idiota de bar.

Marty Bey

Mensagens : 19
Localização : Verdello

Ficha
Verdello: Professor
Habilidade Magica:
767/1400  (767/1400)
Varinha: Azevinho, 28 cm, Pêlo de Centauro

Re: Restaurante

Mensagem por Marty Bey em 6/10/2015, 17:56

Ash sabia exatamente o que esperar de Marty, e o oposto também se aplicava, por isso mesmo a feição de deboche do anão se estendeu para um risada leve ao ver a confirmação da reação esperada.

Sorriso sincero, que se completou ao ver o amigo se servindo de uma bela taça de vinho. Poucos depois de uma noitada como do dia anteriores não fraquejariam e continuariam. Essa força, que os faziam continuar a beber e ainda assim se manterem 'sóbrios' era o que os faziam diferente.


- Por que é que quando um homem constrói uma parede, o outro homem imediatamente precisa saber o que está do outro lado?

O ex-professor de Hogwarts indagou de forma retoria e não esperou a resposta, sabia que desconversar naquela noite não iria dar certo. Conhecia muito bem Dragunov para imaginar que sairia sem respostas duas noites seguidas.

- Estamos no Brasil e eu sou o deus do vinho e dos peitinhos!



O rosto de Bey era propositalmente de tédio, para tentar causar um momento de descontração antes de começarem a falar sobre coisas serias.

- Se não estamos aqui pelo mesmo motivo, imagino que a resposta na verdade irá lhe causar uma certa decepção.

Se servindo de mais um pouco de vinho, respondeu:

- Não sou forte, não sou bonito, não sou uma das 'maiores' pessoas do mundo mágico. Embora eu adore aproveitar o que a vida tem de melhor, também não sou considerado uma das melhores pessoa para se passar uma noite ao lado... O que me sobra?

Um breve silencio se fez antes do anão responder novamente sua própria pergunta

- Dinheiro, obviamente - sorriu de forma descontraída tomando um cole da taça que acabara de preencher.- Mas muitas pessoas também tem dinheiro, então, naturalmente o meu único diferencial é minha mente.

Depois de mais um belo gole terminando mais uma vez sua taça, continuou:

- Lembra daquele rapaz loiro, galãzinho que você não gostava muito? Que lecionou Defesa Contra Artes das Trevas em Hogwarts uns anos antes de você?

Provavelmente Ash se lembrava, mas Marty quis aproveitar a oportunidade para saber o que realmente o outro pensava sobre o atual diretor interino de Edoras.

Ash Dragunov

Mensagens : 35

Ficha
Verdello: Professor
Habilidade Magica:
822/1400  (822/1400)
Varinha: Cedro, 27 cm, com Pena de Fênix

Re: Restaurante

Mensagem por Ash Dragunov em 17/10/2015, 00:19

A pergunta retórica de Bey, embora não tenha sido feita para isso, fez Dragunov refletir um pouco sobre sua sede por estar a par de todos os acontecimentos. O bruxo sempre houvera sido extremamente curioso e mesmo em seus tempos de aluno tentava ao máximo descobrir todos os segredos que rondavam os lugares por onde passava, sem aceitar um não como resposta. Seu estilo era sempre discreto, calado e aparentemente sem emoções, o que fazia com que ele passasse despercebido pela maior parte das pessoas e pudesse absorver o máximo possível de informações, além de certa habilidade para conseguir arrancar certos tipos de informações que poucos conseguiriam. Claro que ele não houvera passado despercebido por Bey, mas era apenas uma exceção em tantos anos.

Após uns goles da bebida e uma declaração inusitada, Bey começou a fazer suas declarações enigmáticas, inclusive se auto descrevendo para que pudesse fazer Dragunov entender algo. O ex-chefe da Sonserina ouvia atentamente, mas sem parecer dar atenção, sua expressão era séria enquanto desfrutava de sua taça de vinho e seu corpo parecia bem relaxado. Na verdade o rapaz estava tentando, simultaneamente, perceber o que estava ocorrendo ao redor, afinal, o homem suspeito no dia anterior havia escapado sem que Dragunov pudesse entender sua origem.

Foi então que Bey, finalmente, revelou parte do motivo pelo qual ele estaria ali. Possivelmente, pelo que deu à entender, teria sido oferecida uma vaga para professor em Edoras pelo diretor interino Matthew Spencer.

- Sim, eu me lembro - respondeu Dragunov, sem confirmar nem negar que não gostava de Spencer. O bruxo, embora já houvera percebido o motivo da vinda a Verdello, resolvera jogar o jogo de Bey.

Dragunov foi bem curto e não disse mais nada. Esperaria Bey continuar a desenvolver o seu raciocínio enquanto degustava de seu vinho. Entretanto, era no mínimo irônico que ambos estivessem no local procurando pela mesma pessoa. Será que, realmente, era só isso que viera fazer por aqui Marty Bey?

Marty Bey

Mensagens : 19
Localização : Verdello

Ficha
Verdello: Professor
Habilidade Magica:
767/1400  (767/1400)
Varinha: Azevinho, 28 cm, Pêlo de Centauro

Re: Restaurante

Mensagem por Marty Bey em 24/10/2015, 20:38


Tirar leite de pedra seria literalmente mais fácil do que tirar informações de Dragunov. Mesmo com anos do que alguns poderiam chamar de amizade e com o incrível talento do anão para descobrir o que não deve, ainda assim era extremamente complicado ler nas entrelinhas das ações e reações do bruxo.

Embora Ash não demonstrasse muito, pelo que conhecia do bruxo, podia apenas especular que não fosse o melhor amigo de Spencer. Por outro lado, conseguia imaginar tranquilamente Dragunov tomando uma bebida em silencio com Spiegel, cena que se desenhou na cabeça de Marty e o fez esboçar um sorriso ao imaginar os dois bruxos em silencio observando atentamente um ao outro. Sabia que eles já se conheciam, mas não pode deixar de achar a cena engraçada quando pensou.


- Imaginei... – Disse Bey observando o amigo enquanto tomava seu vinho para disfarçar seu quase riso e tornar a focar na conversa da noite. – Também o conheci a alguns anos atrás, embora tenha tido mais contato com o Spiegel durante as andanças deste.

Como sempre, observava o interlocutor a sua frente a espera de pescar novas informações e reações.

- Pois bem, não sei bem por que estou aqui. Recebi um convite para uma conversa de Spencer e só. Todo o resto é especulação. Imagino que estejam procurando um novo professor de Trato de Criaturas Magicas, mas com essas idas e vindas de Powers que imagino também tenha ouvido por ai... Acredito que podemos esperar qualquer coisa.

Terminando de tomar mais uma taça e repondo-a. Continuou a conversa.

- E você? Tem me seguido mesmo até aqui ou é impressão minha?

Ash Dragunov

Mensagens : 35

Ficha
Verdello: Professor
Habilidade Magica:
822/1400  (822/1400)
Varinha: Cedro, 27 cm, com Pena de Fênix

Re: Restaurante

Mensagem por Ash Dragunov em 8/11/2015, 18:31

Dragunov achou as reações de Bey extremamente interessantes, estaria o velho anão escondendo algo, ou aquilo era apenas a verdade e ele não estava ali mais por nada? Intrigante, apesar de previsível.

Em seguida, o anão mais uma vez tentou jogar um verde para colher algo, mas Dragunov estava mais à frente e não se importou com a menção a Spiegel, professor que ele conhecia também, mas que não tinha muito contato para dizer a verdade. Com a possível revelação de que estaria ali só pelo dinheiro, Dragunov resolveu preparar o terreno para responder alterando um pouco o assunto, aproveitando o gancho que Bey deixou na fala anterior.

- Pois é, parece que te seguir é o que eu tenho de mais importante para fazer - disse entre uma taça de vinho e disfarçando uma risada - Mas também estou aqui para tratar de assuntos particulares pela cidade... O mundo é pequeno, não? - perguntou retoricamente fazendo referência ao fato dos dois se encontrarem no mesmo lugar, por acaso.

Dragunov então terminou a segunda taça e colocando mais vinho na mesma, se dirigiu novamente a Bey.

- Powers... - começou de forma enigmática - Sabe o que ele tem feito? Onde se encontra? - questionou sem parecer muito interessado no assunto.

Estava começando a, realmente, acreditar que Bey só estava ali pelo dinheiro e não pelo mesmo motivo que estava ali, apesar de ter que verificar isso com mais certeza. Sabia que, certamente, até poderia confiar em Bey, mas sempre trabalhava com assuntos de extremo sigilo e não poderia entregar informações tão facilmente para outras pessoas além de quem deveria, de fato, saber das coisas.

Marty Bey

Mensagens : 19
Localização : Verdello

Ficha
Verdello: Professor
Habilidade Magica:
767/1400  (767/1400)
Varinha: Azevinho, 28 cm, Pêlo de Centauro

Re: Restaurante

Mensagem por Marty Bey em 23/11/2015, 01:23

- Vou querer uma costela de tambaqui gigante.

Estar num restaurante como o Don Peputi e não degustar uma especiaria amazônica seria um desperdício de tempo e dinheiro. Por que não então pedir um dos pratos típicos mais saborosos da região?

- Espero que me acompanhe também na comida...

Sempre fora assim, mas isso não dizia que ele não se importava com o gosto dos demais. Gostava de tomar a liderança, fazer escolhas, e depois notar o olhar de satisfação das pessoas ao descobrirem coisas novas por suas indicações.

No entanto, o anão sabia que não conseguiria fugir por muito tempo das investigações sutis de seu amigo.


- Sim, O mundo é demasiado pequeno para mim. O mundo é pequeno demais... Estou cansado de tocar guitarra, dar aulas nos mesmos lugares, para os mesmos alunos, falando a mesma língua. Eu sou um anão, mas acho que a grande maioria dos homens que são pequenos e as suas paixões são curtas. Irritam-me as escadas, as portas, as paredes, irrita-me o dia a dia que interfere na continuidade do êxtase.  Eu quero a continuidade da vida num firmamento em perpétuo movimento e brilho total.

O olhar do amigo o acompanhava durante o discurso. Divagações sobre o mundo não adiantaria de nada.

- Nesses anos em que vivemos já vimos os mais variados tipos de bruxos poderosos andando por aí. Tivemos Voldemort e toda sua maldade, tivemos Dumbledore e sua astucia, temos Potter e sua coragem inegável. Mas Powers... com todo o respeito, ele é o primeiro grande bruxo que parece ter mais sorte do que juízo...

Pausando para mais um gole de vinho, logo e continuou.

- Por mais impossível que pareça, houve um tempo em que eu não estava habituado a beber vinho.

Ash Dragunov

Mensagens : 35

Ficha
Verdello: Professor
Habilidade Magica:
822/1400  (822/1400)
Varinha: Cedro, 27 cm, com Pena de Fênix

Re: Restaurante

Mensagem por Ash Dragunov em 24/11/2015, 12:07

Enquanto observava o restaurante, fingindo não estar interessado nas palavras de Bey, Dragunov fez um sinal para receber o mesmo que Bey na comida. Deixaria o anão satisfeito, talvez, facilitando a retirada de informações.

Bey, por sinal, era um cara engraçado. Deve ter aprendido com o tempo a fugir dos questionamentos de Dragunov, pois até que fazia isso com uma competência admirável. O anão, mais uma vez, falou, falou e não disse nada, apesar de, na última frase, dizer algo que daria brechas para Dragunov insistir no assunto relativo ao sumido diretor Powers.

- Então quer dizer que Powers está em uma situação não tão boa mais uma vez? - foi direto e ignorou propositalmente os demais comentários do anão.

Dragunov terminou a terceira taça, olhando despretenciosamente para a direção oposta a Bey. Não era o local que esperaria encontrar certas pessoas, mas era sempre bom estar atento, disfarçadamente, é claro.

Marty Bey

Mensagens : 19
Localização : Verdello

Ficha
Verdello: Professor
Habilidade Magica:
767/1400  (767/1400)
Varinha: Azevinho, 28 cm, Pêlo de Centauro

Re: Restaurante

Mensagem por Marty Bey em 27/11/2015, 17:02

Sempre astuto e soturno, Dragunov continuava seu jogo de palavras, tentando extrair pequenas perolas em forma de informações do ex-professor de Hogwarts. No entanto, Bey seguia uma linha pensamento bastante simples: beber a grandes tragos extingue a sede; beber em pequenos goles prolonga o prazer da bebida. Assim é também com relação ao prazer e com tudo o mais na vida. Logo, não iria desperdiçar e terminar tão rapidamente o prazer de ver o amigo rondando como um cachorro tímido um osso jogando no chão. No caso, hoje os ossos eram os mistérios em torno de Powers.

- Powers é um cara engraçado, alguns diriam o mesmo que dizem de mim, que ele se esconde na bebida e na vida agitada que leva. Já eu... acho que é absurdo dizer, conforme a linguagem popular, que alguém se esconde na bebida; pelo contrário, a maioria esconde-se na sobriedade.

Falando isso, sorriu e terminou mais uma taça de vinho. Ao preencher seu recipiente com o que sobrará na garrafa, fez sinal para que o garçom trouxesse mais um refil para a bebida.

- O álcool, meu amigo, não faz as pessoas fazerem melhor as coisas; ele faz com que elas fiquem menos envergonhadas de fazê-las mal. E creio que Powers também sabe disso.

Continuou o anão fazendo um brinde silencioso a Powers ao terminar a frase.

- Vi este bruxo fascinante extremamente bêbado a dois meses e meio atrás. Ou pelo menos parecia estar bêbado. Estávamos em uma festa em Dubai. Você imagina por que ele estaria lá bem no final do ano letivo de Edoras?

Ash Dragunov

Mensagens : 35

Ficha
Verdello: Professor
Habilidade Magica:
822/1400  (822/1400)
Varinha: Cedro, 27 cm, com Pena de Fênix

Re: Restaurante

Mensagem por Ash Dragunov em 9/1/2016, 15:04

Bey enrolava muito para responder suas questões... Sempre contextualizando todo o cenário antes de chegar no centro do assunto. Dragunov era mais direto e, por vezes, ficava um pouco entediado com toda essa contextualização, entretanto, nunca foi de deixar passar nada, sempre absorvendo o que é que Bey quisera dizer com cada uma de suas palavras, e, obviamente, lendo nas entrelinhas.

"Dubai?".

Pois é, foi exatamente isso que Bey falou... Dubai! Mas o que Powers estaria fazendo em Dubai e bêbado? Dragunov não conseguiu entender isso direito, qual era o sentido de ir a Dubai para investigar algo? Estariam os caçadores de recompensas relacionados com bruxo do Oriente Médio? Exceto se o velho bruxo não estivesse nos Emirados Árabes para investigar.

- Interessante... Consigo até imaginar alguns motivos, mas... - disse Dragunov, mas sem responder a pergunta de Bey novamente - Onde será que ele estava exatamente? - completou tentando contextualizar o local para extrair mais.

Dragunov sabia que não poderia ser uma festa qualquer... Não fazia sentido Powers estar apenas em um lugar qualquer enquanto a escola estava sob ameaças, por isso, mesmo que ele estivesse se divertindo, o local deveria dizer algo sobre seu paradeiro, ou o que estava procurando.

Marty Bey

Mensagens : 19
Localização : Verdello

Ficha
Verdello: Professor
Habilidade Magica:
767/1400  (767/1400)
Varinha: Azevinho, 28 cm, Pêlo de Centauro

Re: Restaurante

Mensagem por Marty Bey em 22/1/2016, 01:01

Bey sabia que as perguntas de Dragunov escondiam significados e sentidos muito mais profundos, quais um interlocutor despreparado não conseguiria entender sua semiótica. Mas já estava na hora de acabar os rodeios, não tinha o que revelar para Dragunov, pelo menos não que ele imaginasse ser relevante.

- Onde será que ele estava? – Sorriu o anão despretensiosamente enquanto balançava a bebida em sua taça, pronta para outro gole. – Conheço suas capacidades, tenho certeza que se você quisesse responderia essa pergunta rapidamente.

Antes que o bruxo pudesse falar qualquer coisa, Bey continuo seus devaneios.

- Dubai tem muitas opções para nosso povo. Aliás, se não fosse a presença dos bruxos nas redondezas e, principalmente, no trabalho de construção acelerado das obras da cidade dificilmente a paisagem local teria se transformado tanto como se transformou nos últimos anos.

Essa era uma verdade. Os trouxas atribuíam a mudança e as construções aceleradas ao dinheiro, mas a comunidade bruxa sabia que esses avanços se deviam e MUITO aos bruxos locais aliados a bruços estrangeiros, caçadores de relíquias e tesouros, que começaram a utilizar o local como ponto de encontro.

- Quando estava no local não pude deixar de descobrir os locais comuns, onde o tal diretor se hospedara e esses pormenores básicos. No entanto, o que temos que questionar, e acredito que era o que realmente queria questionar é: Qual o propósito de Powers em Dubai? O que ele realmente queria e qual o seu objetivo com esses dias e noites lá? E isso meu amigo, eu só imagino.

Valentine Kampfer

Mensagens : 26

Ficha
Verdello: Professor
Habilidade Magica:
610/1000  (610/1000)
Varinha: Jacarandá, 24 cm, fio de cabelo de Veela e inflexível

Re: Restaurante

Mensagem por Valentine Kampfer em 22/1/2016, 21:38

A viagem até ali foi tranquila, talvez tivessem conversados mais sobre a vida acadêmica do que sobre a vida pessoal. Timidez por partes dos dois? Talvez. Quer dizer, Valentine já estava tímida o suficiente por estar saindo com seu ex-professor e atual colega de trabalho. O que a classe bruxa pensaria? Que ela estava se aproveitando do atual cargo dele? Muitos rumores poderiam surgir e a professora saberia que nenhum deles seria favorável a ela.

Enfim... Chegaram ao restaurante, não estava muito cheio e eles poderiam escolher o melhor lugar. Mesmo acanhada, Valentine mantinha o sorriso no rosto – e vamos dizer que possuía também um brilho no olhar.


- Olha, podemos sentar ali. Parece um bom lugar, o que acha?– Apontou para um lugar que não era tão escondido.– Vamos?


Matthew Spencer

Mensagens : 203

Ficha
Verdello: Diretor Finwer
Habilidade Magica:
910/1400  (910/1400)
Varinha: Teca, 31 cm, coração de dragão

Re: Restaurante

Mensagem por Matthew Spencer em 29/1/2016, 10:20

Matt ainda não sabia direito como reagir a um encontro, fazia muito tempo desde que tinha feito isso pela última vez e parecia bem enferrujado. Tomou um susto ao ver Bey e Dragunov (juntos ainda por cima!), embora não tenha se surpreendido ao todo pela presença de ambos os bruxos, que estavam em um ótimo ponto de observação, mais para Dragunov, afinal era ele quem se importava com isso. Tratou de se esconder de ambos enquanto passava acompanhado de Valentine, que parecia tão perdida quanto ele nesse momento novo de suas vidas.

"Espero passar despercebido por aqueles dois hoje... Relaxar é o que preciso e estou muito bem acompanhado".

Matt pensava feliz e com uma cara de bobo até que Valentine apontou uma mesa. Sua reação instintiva foi acompanha-la e puxar a cadeira com um belo sorriso e, logicamente, com medo das bruxas feministas que poderiam estar pelo local. Ao sentar-se, iniciou uma conversação.

- Aqui estamos - disse meio tímido e com um sorriso engraçado no rosto - Acho que preciso confessar que fiquei o dia inteiro pensando na nossa primeira reunião e nos demais acontecimentos do dia... É engraçado como nossos caminhos se cruzaram após tanto tempo - terminou. Era engraçado como se sentia meio idiota, sem saber o que falar, parecia que tinha 15 anos novamente.

Apesar de estar mais vulnerável que o normal, era uma sensação boa. As coisas não haviam sido tão fáceis desde que deixara Edoras, Hogwarts passara por uma época complicada e depois a morte de seu pai. Esses acontecimentos deixaram Matt um pouco mais fechado do que ele realmente era, embora o tenha moldado para cada momento de crise no futuro, como esse.

Ash Dragunov

Mensagens : 35

Ficha
Verdello: Professor
Habilidade Magica:
822/1400  (822/1400)
Varinha: Cedro, 27 cm, com Pena de Fênix

Re: Restaurante

Mensagem por Ash Dragunov em 20/2/2016, 23:32

Dragunov acabou não se surpreendendo muito ao saber que Bey não sabia de absolutamente nada envolvendo os motivos pelos quais Austin Powers fora para Dubain. Balançou a cabeça enquanto pegava mais um pouco de vinho... Parece que o interrogatório a Bey houvera sido pra nada mesmo, ele não sabia de absolutamente nada.

"Será?".

Dragunov então começou a pensar que Bey poderia saber de outros tipos de informações pelos quais ele estava interessado, principalmente se tratando dos locais onde estivera antes... Bem, Dragunov poderia utilizar isso a seu favor no momento.

- Então Marty, chega de questionamentos... Por onde esteve elho companheiro de profissão? - disse Dragunov como quem não quer nada.

Nesse momento uma das figuras mais conhecidas de Edoras entrara no restaurante sem chamar muito a atenção: Era um homem loiro com o cabelo caído de uma forma estranha, aparentando cansaço e desânimo, apesar de parecer satisfeito com a vida no momento. O homem estava acompanhado de uma bela mulher de grandes olhos azuis, que parecia um pouco tímida para a situação, embora parecesse animada. Estes eram Matthew Spencer, diretor interino de Edoras e pessoa que Dragunov, provavelmente, conversaria nos dias seguintes, e Valentine Kampfer, professora de Herbologia de Edoras, que Dragunov conhecia bastante, embora esta, provavelmente, não o conhecesse.

"Logo agora?".

Dragunov pensava sem demonstrar muita reação com o ocorrido. Ele conhecia bem o homem e temia que sua presença pudesse pôr um fim em seu interrogatório. O misterioso bruxo até conversaria com Spencer, mas não gostaria que fosse naquele momento.

Marty Bey

Mensagens : 19
Localização : Verdello

Ficha
Verdello: Professor
Habilidade Magica:
767/1400  (767/1400)
Varinha: Azevinho, 28 cm, Pêlo de Centauro

Re: Restaurante

Mensagem por Marty Bey em 25/2/2016, 21:25

Um garçon ao gesto aproximou-se.

- Pão - disse-lhe Bey - e dois daqueles peixinhos, e uma caneca daquela bela cerveja preta para empurrá-los para baixo. Ah, e algum bacon. Queime-o até ficar preto – o homem fez um sinal de positivo enquanto anotava e afastou-se.

Marty, que olhava atentamente todo o ambiente notou a entrada de duas pessoas. Um homem e uma mulher. Dois irmãos, gêmeos. Que naquele dia pareciam-se muito. Os caracóis louros eram em ambos uma confusão elegante, e ornamentos de ouro brilhavam em seus pulsos e dedos.

O anão perguntou a si próprio como seria ter um gêmeo, mas decidiu que preferia não saber. Já era suficientemente ruim encarar-se todos os dias no espelho. Outro dele era uma ideia terrível demais para imaginar.

Ardiloso, seu companheiro não tardou a continuar a conversa, buscando informações como quem não quer nada. Bey já havia se posicionado naquela noite sobre Powers. Sobre si mesmo, no entanto, ao mesmo tempo em que também não tinha nada o que esconder, também não tinha nada demais o que contar. Pelo menos não que ele julgasse importante.


- Viajando, como sempre. – Disse sorrindo enquanto seu pedido chegava. O bacon estalou ao ser mordido. – O seguro desemprego de Hogwarts não foi tão ruim de ser gasto, e o dinheiro não era pouco também. Além dos Emirados Árabes também estive em diversos outros países. Algum que queria saber em especifico?

Valentine Kampfer

Mensagens : 26

Ficha
Verdello: Professor
Habilidade Magica:
610/1000  (610/1000)
Varinha: Jacarandá, 24 cm, fio de cabelo de Veela e inflexível

Re: Restaurante

Mensagem por Valentine Kampfer em 6/3/2016, 20:01

-Não é engraçado?! Eu também não imaginava que um dia poderia trabalhar ao lado de um grande professor. – Apesar da naturalidade com que falava, Valetine ficou sem graça ao fato do homem ter “pensado” nela. – Na verdade, nunca imaginei que poderia dar aula em uma grande escola. – Ajeitou-se na cadeira e arrumou uma das mechas de seu cabelo, colocando-a atrás da orelha. – Preparando as coisas para o nosso “Torneio de Herbologia”, percebi que preciso voltar para minhas pesquisas. Mas é algo para o futuro... – Não queria falar daquele assunto agora, pois ainda estava pensando na possibilidade de largar as salas de aula por um tempo. – Eu não esperava me tornar professora, achei que ia viver sempre livre, é por isso que evito as salas. Me sinto muito presa lá. E há tantas coisas bonitas na natureza, acho um absurdo não aproveitar. - ficou em silencio por alguns segundos. – Você não lembrou de mim logo de cara, não é mesmo?!

Matthew Spencer

Mensagens : 203

Ficha
Verdello: Diretor Finwer
Habilidade Magica:
910/1400  (910/1400)
Varinha: Teca, 31 cm, coração de dragão

Re: Restaurante

Mensagem por Matthew Spencer em 6/3/2016, 20:42

Matt sorriu quando Valentine disse que ele era um grande professor. Matt sabia que tinha certo talento para magia, sabia que era realmente bom, mas havia se passado muito tempo desde que ele se gabara de seus feitos pela última vez. Era uma pessoa bem diferente atualmente, mais sério, mais responsável, apesar de nunca deixar o lado debochado de lado.

O diretor interino também percebeu que a moça havia ficado um pouco envergonhada com suas palavras, o que era natural já que as coisas evoluíram muito rapidamente nesse último dia.

- Eu penso que você conquistou seu lugar por aqui - disse sendo sincero - Não é fácil para ninguém chegar em uma escola tão jovem e conseguir uma boa posição em tão pouco tempo - completando a frase lembrando de si mesmo mais jovem em Hogwarts, também foi algo que não imaginava que iria alcançar tão rápido, ou seja, de certa forma entendia a forma como Valentine pensava.

Em seguida Valentine comentou um pouco sobre o fato de preferir viver ao ar livre, não se sentindo à vontade em locais fechados.

- Felizmente a sua disciplina permite isso, não? - disse em resposta - Após sair de Hogwarts eu passei um tempo viajando o mundo... Vi diversas coisas, diversas paisagens perfeitas, diferentes culturas... Não sei se estou sendo precipitado, mas talvez um dia possamos fazer algo similar juntos - disse com um largo sorriso no rosto. Estava realmente empolgado pelo sentimento diferente que estava sentindo no momento.

Valentine então resolveu "pegar" Matt, jogando no ar se ele havia lembrado dela logo de início, o que o fez coçar a cabeça da maneira engraçada de sempre e fazer uma cara meio boba.

- Err... Não lembrei - falou meio sem jeito - Mas é algo que você percebeu rápido, não é? Eu sou, historicamente, assim - completou rapidamente rindo um pouco. A verdade era que Matt demorava um pouco para reconhecer pessoas, ou perceber coisas um tanto quanto óbvias.



Ash Dragunov

Mensagens : 35

Ficha
Verdello: Professor
Habilidade Magica:
822/1400  (822/1400)
Varinha: Cedro, 27 cm, com Pena de Fênix

Re: Restaurante

Mensagem por Ash Dragunov em 6/3/2016, 20:53

Dragunov estava achando algumas ações de Bey muito mais bizarras do que costumavam ser naquele momento. A história do pão, peixes e cerveja foi impagável e, certamente, se Ash não fosse do tipo sério, teria soltado uma risada. Outro ponto engraçado era a forma como ele olhava ao seu redor, muito menos discreta do que Ash, o que era ligeiramente engraçado.

Ash percebeu que o anão notou que ele havia perguntado aquilo com segundas intenções, mas não se importou muito com isso. O importante era conseguir coletar o máximo de informações que poderia de Bey, não importando por quais caminhos chegar. Como sabia que Bey não era bobo, Dragunov pediu uma visão geral do que andou observando, para começar.

- Nada específico, visão geral talvez - disse Dragunov - Entende? Países, lugares... - completou sendo mais específico.

Dragunov também notou que, ou Bey não viu Matthew, ou simplesmente deixou passar. De qualquer forma aquilo era bom para o bruxo, uma vez que gostaria de prolongar aquela conversa para iniciar um assunto um pouco mais sério, no qual, tinha certa certeza de que Bey poderia saber de algo.

Marty Bey

Mensagens : 19
Localização : Verdello

Ficha
Verdello: Professor
Habilidade Magica:
767/1400  (767/1400)
Varinha: Azevinho, 28 cm, Pêlo de Centauro

Re: Restaurante

Mensagem por Marty Bey em 8/3/2016, 01:39

- Aconteceu de fato algo muito engraçado recentemente...

Com um sorriso quase maldoso, não de uma pessoa má, mas sim de uma garoto arteiro, Marty comeu mais um pedaço de bacon enquanto começou a contar uma nova historia.

- Acredite ou não, saindo de Dubai, após alguns paradas para recarregar a energia e visitar velhos conhecidos fui conhecer um dos lugares que me recomendou em um dos nossos últimos encontros...

Fez uma breve pausa e mordeu vorazmente mais um pedaço de bacon.

- Fui à Índia!

Sorriu.

- Conhecer o monastério de Bhikkhu Randhawa, o antigo feiticeiro das flores de lótus anis-estreladas voadoras. Até ai nenhum problema não é mesmo? Lugar maravilhoso, milhares de tradições magicas que só são transmitidas pelo ensino oral e pela meditação.

O anão sabia que não havia dito nada demais, mas ainda assim olhava com atenção seu ouvinte. O que será que ele teria aprendido enquanto esteve por lá? Olhando de forma questionadora para criar um suspense, continuou:

- Eis então o fato mais hilário que ouvi nos últimos dias: Conversando com o seu amigo, reverendo Kalibei ele me faz uma proposta indecente!

Bey falava de forma indignada, mas seu olhar claramente transmitia um misto de humor.

- Estávamos conversando sobre a potencialização da meditação pré-realização de feitiços e, logo após ouvir meus comentários sobre as técnicas japonesas de magia sobre pressão ele olha pra mim, no fundo dos meus olhos e fala algo que nunca esperei...

Um pequeno suspense:

- “Você devia virar celibatário e se juntar a nossa ordem”.

O tom da afirmação foi de seriedade. Marty se reclinou sobre a cadeira ainda tentando parecer indignado e tentou terminar a historia.

- Imagine? Eu, celibatário? Shocked

Então, sem conseguir conter o riso, completou:

- Obviamente tive um ataque de riso tão grande que acabei sendo expulso do monastério por incomodar os estudantes.

Conteúdo patrocinado

Re: Restaurante

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 18:52


    Data/hora atual: 23/1/2017, 18:52